Servidores de universidades baianas decidem manter greve contra PEC do teto dos gastos

0
382

Os técnico-administrativos das Universidades Federais da Bahia aprovaram o acolhimento do encaminhamento da FASUBRA e continuam a greve contra a PEC 55, que congela por 20 anos os investimentos públicos. A decisão foi tomada em assembleia realizada nesta quinta-feira (3), na Faculdade de Arquitetura. A mesa contou com a presença das representações da UFRB, UFOB, UFSB e Unilab. Os servidores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) estão em greve desde o dia 24 de outubro. De lá para cá, o movimento cresceu e hoje 39 universidades já fizeram adesão, com perspectiva de ampliação. O Sindicato dos Trabalhadores Técnico Administrativos da Ufba e UFRB (Assufba) defendeu a necessidade de unificar os atos, inclusive com intensificação do apoio às ocupações que acontecem em escolas, universidades e institutos em todo o país, articulação com os movimentos sociais e aumento da pressão sobre os parlamentares. No próximo dia 9, deve ser votado o parecer do relator, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). Se aprovado, o texto será enviado ao plenário do Senado. A próxima assembleia do grupo está prevista para o próximo dia 10, na Faculdade de Economia da Ufba, Piedade. Bahia Noticias

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here