Poucos políticos comparecem à missa de Eduardo Campos

0
385

A Paróquia de Casa  Forte, na Zona Norte do Recife, ficou lotada no final da tarde deste sábado (13). Centenas de familiares, parentes, amigos e admiradores do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, estiveram no local para a missa de 30º dia de morte do ex-presidenciável. Mas poucos políticos estiveram no local, entre eles o governador do estado, João Lyra Neto; o presidente da Assembleia Legislativa de PE, Guilherme Uchôa; o Prefeito do Recife, Geraldo Julio; o Deputado Federal Mendonça Filho; o candidato ao Governo de PE pelo PSB, Paulo Câmara, e o seu vice Raul Henry.

A cerimônia foi realizada pelo padre Edivaldo, pároco local, e por Don Genival, bispo emérito de Palmares. Renata Campos e os cinco filhos, Ana Arraes – Mãe de Eduardo, e Antônio Campos – irmão, ocuparam o primeiro banco. Todos estavam vestidos de branco. Os filhos Pedro, João e José Campos participaram com leituras durante a cerimônia. No final da missa, a família foi até o altar e Maria Eduarda leu o texto que Renata publicou na manhã de hoje em uma rede social. Um minuto de silencio foi respeitado.

Durante a celebração religiosa, Don Genival falou que os ideais e a história do ex-governador não vão se perder no tempo, principalmente no estado de Pernambuco, onde foram implantadas políticas públicas reconhecidas no mundo. Ele lembrou do crescimento do índice de educação do Estado e do programa mãe coruja. Don Genival terminou lembrando que na cheia que destruiu uma parte de Palmares, “Eduardo sujou o sapato e as roupas e entrou na lama para falar com a população”.

O padre Genilson comentou sobre a maneira como a família Campos recebeu a morte de Eduardo e falou sobre política, criticando quem compra e quem vende o voto. O pároco afirmou que vai rezar para que os eleitores votem conscientes, pois o voto é coisa séria e que não se pode achar que todos os políticos são iguais.

Ao fim da cerimônia, o governador João Lyra comentou, emocionado, a importância de Eduardo na política nacional. “A medida que o tempo passa a gente vai verificando a importância na política brasileira que Eduardo exerceu nos últimos anos, e a prova maior disso é que a tragédia que lhe acometeu modificou o quadro político-eleitoral brasileiro. Eu como seu companheiro de governo me sinto confortado pelo que nós fizemos, pelo que ele fez”, disse o governador.

O candidato ao governo de Pernambuco pelo PSB, Paulo Câmara, comentou os questionamentos que vem recebendo de Armando Monteiro sobre os incentivos dados a empresa Bandeirantes pneus. “Isso aí já foi totalmente explicado há mais de 15 dias, a gente sempre atuou na concessão de benefícios fiscais com muita transparência. Pernambuco é um dos poucos estados do Brasil que publica todos os benefícios fiscais no diário oficial. Isso já foi devidamente esclarecido e nossos adversários estão desesperados e apelando pra qualquer tipo de ato, que mostra claramente que não tem estratégia, que não tem ideias, que não tem propostas, que queriam ganhar as eleições no grito”, explicou Câmara.

por
Leia Já

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here