Nova data de exame da OAB para Salvador será definida nesta quarta-feira (27)

0
378

O bacharel em Direito, Frank Oliveira da Costa, tentava pela 18ª vez o Exame e ameaçou os demais candidatos com uma bomba falsa

A Comissão Nacional do Exame de Ordem e integrantes da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção do Estado da Bahia (OAB), juntamente com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que realiza a prova, se reúnem na manhã desta quarta-feira (27) no Rio de Janeiro para definir a nova data para o exame em Salvador. A prova, que aconteceria neste domingo (24), foi suspensa após um homem ameaçar os demais candidatos que estavam no prédio de oito andares da Unijorge, na Avenida Paralela.

O bacharel em Direito, Frank Oliveira da Costa, tentava pela 18ª vez o Exame. Testemunhas contaram que ele mostrava a suposta bomba presa ao corpo. A situação começou no sétimo andar do prédio 1 do campus da Unijorge por volta das 12h50. Frank, que aparentava distúrbios psicológicos, só se rendeu após negociação de quatro horas com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). O bacharel vai responder em liberdade.

OBJETOS ABANDONADOSApenas as provas em Salvador foram canceladas. Ao todo, na Bahia, 6 mil estudantes fariam a prova ontem, em sete municípios: Salvador, Barreiras, Feira de Santana, Ilhéus, Juazeiro, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista. A segunda fase está marcada para o dia 18 de setembro.

A assessoria da OAB não soube informar o prejuízo provocado com o cancelamento do exame, nem informações sobre o processo que Frank move contra a instituição – ele entrou com pedido há duas semanas na Justiça Federal contra a Ordem.

Muitos candidatos reclamaram da segurança no prédio. “A gente não é revistado, não tem detector de metais”, reclamou Lucas Cavalcanti. A OAB atribuiu a questão da segurança à Fundação Getúlio Vargas (FGV), contratada pela Ordem para a organização do certame.

“A OAB é responsável por fiscalizar a aplicação da prova, mas a questão da segurança é com FVG. Nós nos preparamos para evitar pesca na prova, não para evitar um atentado terrorista”, disse Betha.

Advogado da FVG, Eliomar Melo, afirmou que a prova foi mantida em todo país. Segundo ele, policiais militares, que já estavam no prédio conseguiram controlar a situação imediatamente e isolar a área. “Vamos fazer o exame em outra data, para que ninguém tenha prejuízo”, disse, o presidente da OAB-BA, Luiz Viana Filho, que foi ao local. 

Na situação de pânico, quem perdeu algum dos objetos, eles foram recolhidos e serão entregues na própria sede da OAB, na rua Portão da Piedade. Carteiras, chaves, casacos, documentos de identificação – como registro geral (RG), e carteira nacional de habilitação (CNH) – estão entre os objetos deixados pelos candidatos.

De acordo com Eliomar Melo, advogado da OAB, todos os itens foram catalogados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e começarão a ser entregues ainda nesta semana. A FGV deve disponibilizar um comunicado até o final desta segunda (25) uma lista com os itens.  

Para recuperar o objeto perdido, o candidato deve comparecer ao setor de achados e perdidos da OAB e comprovar a posse do item, através de algum documento de identificação. No caso de chaves, como as de veículos, deve ser apresentado o comprovante de posse. Uma nova data do exame será divulgada na próxima quarta-feira (27). 

Foto: Betto Jr./ CORREIO)
Fonte: CORREIO

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here