Morre nos EUA jovem com câncer que planejou seu suicídio assistido

Morre nos EUA jovem com câncer que planejou seu suicídio assistido

0

“Adeus, mundo”, escreveu Brittany em mensagem de despedida publicada em rede social

Brittany Maynard, a jovem de 29 anos que sofria de um agressivo tipo de câncer no cérebro, e que comoveu os Estados Unidos ao anunciar que marcou seu suicídio assistido para 1º de novembro, morreu, informou neste domingo (2) a ONG “Compassion & Choices”.

“Com tristeza anunciamos a morte de uma mulher querida e maravilhosa, Brittany Maynard. Ela morreu em paz, em sua cama, rodeada por sua família e entes queridos”, disse a organização, que se dedica a assessorar doentes terminais que desejam uma morte digna.

O comunicado explicou que Brittany sofria “ataques cada vez mais frequentes e mais longos, dores severas de cabeça e de garganta e sintomas semelhantes aos do AVC”. Ela escolheu usar a “medicação para ajudá-la a morrer, recebida meses atrás.”

Ela morreu no sábado (1º) em sua casa em Portland, no estado do Oregon (EUA), após publicar uma mensagem de despedida no Facebook.

Mensagem

“Adeus a todos meus queridos amigos e à família que amo. Hoje é o dia que escolhi para morrer com dignidade diante de minha doença terminal, este câncer cerebral terrível que me tirou tanto, mas que me teria tirado muito mais”, escreveu.

“O mundo é um lugar maravilhoso, viajar foi uma grande lição, meus amigos íntimos e todos os outros são os mais generosos. Inclusive tenho um grupo me apoiando enquanto escrevo. Adeus, mundo. Divulguem boa energia.”.

O caso de Brittany teve uma grande repercussão nos Estados Unidos e reabriu o debate sobre o suicídio assistido no país. O suicídio assistido é legal somente em cinco estados americanos, por isso a jovem, que vivia em Oakland, na Califórnia, se mudou junto com sua família para o Oregon.

Foto: Divulgação

Sem cometários

Resposta

16 − 7 =