Greve de terceirizados deixa escolas sem aulas em Feira de Santana

0
461
Trabalhadores dizem que estão há 4 meses sem receber na rede estadual.
Núcleo Regional de Educação diz que repasse para pagamento já foi feito
Greve de terceirizados deixa escolas sem aulas em Feira de Santana
Trabalhadores dizem que estão há 4 meses sem receber na rede estadual.
Núcleo Regional de Educação diz que repasse para pagamento já foi feito.
Ao menos 12 das 76 escolas estaduais da cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, suspenderam as aulas após funcionários terceirizados responsáveis pela limpeza, merenda e segurança pararem as atividades devido ao atraso no pagamento de salários. Os trabalhadores reclamam que estão sem receber há mais de quatro meses.

No Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, é possível ver lixo acumulado nos corredores e nas salas de aula. Os 22 funcionários terceirizados que atuam no local estão paralisados desde sexta-feira (8) e, por causa do problema, os 1.800 alunos não apareceram nesta segunda-feira.

Comovidos com a situação, professores e alunos fizeram doações de cestas básicas, na manhã desta segunda-feira (11). “A gente vem enfrentando uma situação terrível porque sem o pessoal de apoio, a escola não tem como funcionar e a gente precisa de escola limpa, de merenda e de uma série de coisas que não tem como funcionar sem a presença deles [os terceirizados]”, destacou a professora Conceição Moraes.

O servente Sinval Almeida, que trabalha na unidade, diz que, por falta de pagamento, está com as contas de casa atrasadas. “Recibo de luz, água. E tem colegas que estão com o nome no SPC [Serviço de Proteção ao Crédito] por falta de pagamento. E a gente sabe que as financeiras não esperam e vai virando uma bola de neve”, reclama.

Por causa da suspensão das aulas, um grupo de cerca de 40 alunos realizou um protesto em Feira de Santana, nesta segunda-feira. Com cartazes, os manifestantes saíram em caminhada do Conjunto Jomafa e seguiram até o Núcleo Regional de Educação. No caminho, passaram na frente de algumas escolas e cobraram o dinheiro dos funcionários.

Escolas sem aulas em Feira de Santana (Foto: Reprodução/TV Subaé)Escolas sem aulas em Feira de Santana
(Foto: Reprodução/TV Subaé)

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) apoiou o protesto. “A escola, para funcionar, necessita do trabalho de um conjunto de trabalhadores: professores, a direção e os funcionários, da merenda, de quem está na portaria, de quem está na secretaria”, destacou a diretora da APLB na cidade, Marleide Oliveira.

Na última sexta-feira, a Secretaria de Educação de Feira de Santana realizou uma reunião com o Ministério Público do Trabalho, o sindicato dos professores e e com as empresas terceirizadas. No encontro, ficou acordado que os salarios seriam depositados nesta semana.

“O governo já passou esse pagamento até maio e espera agora que as empresas depositem na conta dos seus funcionários. Além disso, pagará junho mediante comprovação do pagamento até maio. Segundo o acordo, a partir de hoje [segunda-feira, 11] esses salários já vão entrar na conta dos funcionários”, garantiu Ivanberg Lima, diretor do Núcleo Regional de Educação de Feira de Santana.

Capital
Em Salvador, estudantes de escolas públicas do estado se reuniram nesta segunda-feira, na Praça do Campo Grande, para protestar contra a suspensão das aulas por falta de servidores de limpeza e merenda, que também paralisaram as atividades por atraso nos salários. Participaram do ato alunos dos colégios Odorico Tavares, localizado na Avenida Sete de Setembro, e Manuel Novaes, que fica no bairro do Canela.

Em nota, o governo do estado informou que já fez o pagamento de todos os terceirizados da educação e diz que não vai ceder a pressões para garantir o funcionamento das escolas estaduais. A Secretaria Estadual de Educação informou que todas as empresas já receberam os pagamentos até esta segunda e que está acompanhando a situação para que as atividades sejam normalizadas nas escolas de Salvador e do interior do estado.

Fonte: G1 Bahia
Foto: Divulgação

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here