CARNAVAL DE SALVADOR COMEÇA E VAI MOVIMENTAR R$ 1 BI E GERAR...

CARNAVAL DE SALVADOR COMEÇA E VAI MOVIMENTAR R$ 1 BI E GERAR 150 MIL EMPREGOS

0
O Carnaval de Salvador, a maior festa de rua do planeta, tem início nesta quinta-feira e vai movimentar a economia baiana em vários segmentos. No âmbito do turismo, são cerca de 700 mil turistas que virão a Salvador, incluindo aí aqueles que vem do interior do Estado, que vão gastar cerca de R$ 650 milhões na cidade durante a festa.

O trade turístico espera uma ocupação hoteleira superior a 75% nos dias de folia, 10% maior que a do ano passado, sendo que os hotéis que ficam próximos ao circuito deve ter tem 100% de ocupação.

O volume de passageiros desembarcados no aeroporto Luiz Eduardo Magalhães e na rodoviária de Salvador está cerca de 30% maior do que nos períodos de alta estação.

No âmbito do setor público a Prefeitura de Salvador arrecadou cerca de R$ 30 milhões, recursos que fazem a festa auto-suficiente em termos econômicos.   O  governo do Estado, por outro lado, anuncia a destinação de R$ 75 milhões, incluindo nesse montante os salários do policiais militares e outras depesas orçamentárias, além de apoios diretos.

Já a Caixa Econômica, o Banco do Brasil e a Petrobras vão investir R$ 12,9 milhões no patrocínio de artistas e entidades. No montante global, a movimentação financeira da festa deve chegar a R$ 1 bilhão. Nenhum outro evento gera tamanha movimentação financeira em tão poucos dias.

A geração de empregos temporários por causa do carnaval é estimada em 150 mil postos, incluindo aí desde o catador de latinhas até o profissional de design e os decoradores dos camarotes, passando vagas aberta para cordeiro, segurança, vendedor, recepcionista, atendente, costureira, garçom e auxiliar de serviços gerais, enfermeira, etc.
Um bloco de tamanho médio, por exemplo, contrata em média mil cordeiros e mais uns 200 seguranças, fora as outras funções e pelo menos 40 blocos de trio devem desfilar no carnaval.
Diferente do que se previa há um mês atrás, não houve queda na venda de abadás e as vendas creceram em relação a 2014. A central do carnaval, maior vendedora de abadás da cidade, afirma que serão vendidos 160 mil abadás entre os 27 blocos e 12 camarotes administrados pela empresa.
No cômputo geral, o Carnaval de Salvador gera uma enorme cadeia de negócios de todo tipo, incrementando a economia forma e informal e gerando oportunidades de emprego e renda que em tal quantidade não existe em nenhuma época do ano.
Fonte: Bahia Econômica
Foto: Divulgação

Sem cometários