Arma de policial dispara e fere nove ciclistas em Lençóis

0
386

Tiros de metralhadora, disparados, acidentalmente, atingiram nove mulheres que se preparavam para um passeio ciclístico, por volta das 6h30 de ontem, no centro de Lençóis (a 414 km de Salvador).

A arma era portada por um agente da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (CIPPA), responsável por acompanhar as 186 atletas inscritas no evento esportivo até Andaraí, a 36 km de Lençóis. O caso é apurado por meio de inquérito militar (IPM), de acordo com o comando local.

As vítimas, cinco delas de Lençóis e quatro do distrito de Tanquinho, foram levadas em ambulâncias para o hospital da cidade e, em seguida, encaminhadas para um hospital em Irecê, duas delas em estado grave.

Elas faziam uma oração, antes da largada, no momento dos disparos. Segundo relatos, o policial lutou para manter a arma apontada contra o chão (os tiros ricochetearam nas vítimas) e evitar uma tragédia maior. A Praça das Nagôs, em frente ao Mercado Cultural, foi tomada por gritos de horror.

A professora e organizadora do 12º Passeio Cilístico Pedal na Trilha, Joceildes Sá Melo Souza, 42 anos, estava chocada com o ocorrido. “Foi um erro porque um policial nunca poderia estar com uma arma tão pesada em um evento como esse”, disse.

Segundo ela, é o terceiro ano que a CIPPA acompanha o passeio que percorre uma antiga estrada que liga as duas cidades. “Nos outros anos, eles não usavam tantas armas”, disse. O passeio foi cancelado.

Até a publicação desta matéria a assessoria de comunicação da Polícia Militar da Bahia não havia respondido às perguntas da reportagem enviadas por e-mail.

FONTE: A TARDE
FOTO: A TARDE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here